Total de visualizações de página

terça-feira, 16 de março de 2010

Era 1987...


Quando eu era pequeno ( gosto deste marcador porque para mim ele serve para qualquer tempo entre 0 e 18 anos huahuahuahuaha) um colega de escola me apresentou ao Glauco. Ao Glauco não, ao pai dele. Nem ao pai dele foi , ao pai do Geraldão !!! Fã de tio patinhas que era e colecionador de turma da Mônica, me senti lendo a pior das revistas proibidas.
Era algo novo, completamente diferente do que estava acostumado. Um gibi que mostrava mulher pelada, ainda que fossem mulheres meio quadradonas, corpo de caixa de sapato (ou de ovos) narigudas!!! –A história da volta do pai do Geraldão foi um baque. A próxima coisa que me lembro foi estar em casa redesenhando tudo com meu traço. Copiei tudo de memória em meu caderno de desenho!!!!!
Talvez estivesse inconformado ou com inveja por não ter inventado aquilo. Mas desenhei tudo e só mudei o nome do Geraldão por outro que criei. Dali em diante
tudo o que eu queria ser era uma mistura Angelí, Laerte e Glauco. Mas aí era querer demais...

Nenhum comentário: